REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ALTO TIETÊ - Cidadão .MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A REGIÃO DO ALTO

download REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ALTO TIETÊ - Cidadão .MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A REGIÃO DO ALTO

of 13

  • date post

    13-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ALTO TIETÊ - Cidadão .MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM A REGIÃO DO ALTO

  • PROCESSO DE

    CONSTRUO DA REDE

    DE ATENO

    PSICOSSOCIAL

    REGIO DO ALTO TIET

  • MUNICPIOS QUE COMPEM A REGIO DO ALTO

    TIET:

    Aruj, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos,

    Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das

    Cruzes, Po, Salespolis, Santa Isabel e Suzano

    Populao: 2.600.000 habitantes aproximadamente.

  • RAPS

    A Rede de Ateno Psicossocial - RAPS, instituda no

    mbito do Sistema nico de Sade por meio da Portaria

    n. 3.088 de 23/12/2011, consiste numa rede articulada e

    humanizada voltada integralidade do atendimento e

    garantia da reabilitao psicossocial s pessoas com

    sofrimento ou transtorno mental e com necessidades

    decorrentes do uso do crack, lcool e outras drogas.

  • Desafios na composio da Rede

    Regional de Ateno Psicossocial:

    As disparidades: Populacionais (Guarulhos concentra 45% da populao enquanto Salespolis 0,60%), geogrficas, demogrficas e econmicas;

    Lento avano da Reforma Psiquitrica na Regio, que at 1995 abrigava um manicmio com 600 leitos. Internao como resposta possvel para os transtornos mentais;

    Poucos equipamentos substitutivos at o momento: 10 Caps e outros poucos pontos de ateno.

  • Facilitadores:

    Nas duas ltimas dcadas a Regio construiu uma

    organizao colegiada, composta por coordenadores

    municipais e trabalhadores de sade mental, garantindo

    discusses para a viabilizao de prticas locais

    coerentes com a Reforma Sanitria;

    A organizao colegiada proporcionou experincias

    solidrias de compartilhamento de experincias,

    gerando aproximaes atravs de visitas tcnicas, fruns

    temticos, jornadas;

  • Facilitadores:

    Os trabalhadores e usurios dos servios de sade

    mental passaram a se organizar em um Frum

    Permanente de Sade Mental;

    No momento da publicao da portaria a regio j

    acumulava experincia de trocas e relaes

    solidrias;

    Aproximao e apoio tcnico dos representantes

    do COSEMS e DRS1.

  • Processo de Construo da

    REDE REGIONAL

    Composio do grupo Condutor Regional em sua maioria com os profissionais que j participavam da organizao colegiada;

    Alinhamento Conceitual: desde o incio de 2012 a regio reuniu-se diversas vezes discutindo cada ponto de ateno luz das portarias e da Reforma Psiquitrica;

    Elaborao da Matriz Diagnstica Municipal, e posterior discusso regional de cada ponto de ateno, sendo esse o processo mais longo.

  • Desconstruo histrica da internao como nica

    resposta;

    Incio das pactuaes regionais: longo processo,

    mediado pelo respeito e solidariedade, levando em

    conta o cuidado no territrio, critrios

    populacionais, as necessidades de cada municpio,

    etc;

    Processo de escrita coletiva do Plano de Ao

    Regional.

    Processo de Construo da

    REDE REGIONAL

  • Esse processo resultou na

    elaborao do Plano de Ao

    Regional, aprovado pela CIB 89,

    em dezembro de 2012, alm da

    elaborao dos Planos de Ao

    Municipais.

  • RESULTADOS

    Desde ento, esse grupo se consolidou como

    representante legtimo, articulado e solidrio e tem

    como tarefas a promoo do dilogo e a elaborao de

    estratgias para garantir a execuo do Plano Regional;

    O grupo condutor rene-se toda primeira sexta-feira

    do ms, de forma itinerante entre os municpios;

    Os representantes dos hospitais regionais foram

    convidados a compor o grupo condutor regional, o que

    melhora o dilogo entre os pontos de ateno.

  • RESULTADOS

    Neste momento, o grupo se dividiu em grupos de

    trabalho com enfoque nos ponto de ateno;

    Avano na consolidao da Reforma Psiquitrica na

    Regio: Todos os municpios da regio implantaro pelo

    menos um CAPS e vrios outros pontos de ateno,

    inclusive Salespolis com apenas 15.000 habitantes;

    Fortalecimento da identidade regional do Alto Tiet

    atravs do processo de construo e execuo do

    Plano de Ao Regional.

  • CONSIDERAES FINAIS

    O Apoio do CGR, dos apoiadores do Ministrio, do

    COSEMS e do DRS1, foi e tem sido constante na

    realidade regional.

    A construo do plano nos fez apostar em um

    modelo de gesto regional pautado nas relaes

    solidrias, movidas pelo dilogo, aproximao,

    mediaes, respeito, cuidado. Essas so as marcas da

    Identidade Regional no processo de construo do

    Plano. Que seja essa a marca de cada equipamento

    que compor a Rede.