Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento ... · PDF...

Click here to load reader

  • date post

    24-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento ... · PDF...

  • Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento ISSN 1981-9919 verso eletrnica

    Per id ico do Inst i tuto Brasi le i ro de Pesquisa e Ensino em Fis io logia do Exerc c io

    w w w . i b p e f e x . c o m . b r - w w w . r b o n e . c o m . b r

    Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento, So Paulo. Suplementar 1. v.11. n.67. p.506-522. Jan./Dez. 2017. ISSN 1981-9919

    506

    AVALIAO DE ASPECTOS CLNICOS E NUTRICIONAIS EM OBESOS EM PR E PS-OPERATRIO DE CIRURGIA BARITRICA EM UM HOSPITAL UNIVERSITRIO DE JOO PESSOA-PB

    Janilson Avelino da Silva1, Fernanda Alves Monteiro1

    Rhayany Cristina Medeiros Nunes1, Jssica Andria Bezerra do Nascimento Costa1 Fernanda Cristina de Lima Pinto Tavares2

    RESUMO Este estudo se props a avaliar os aspectos clnico-nutricionais em obesos mrbidos em pr e ps-operatrio de cirurgia baritrica do Hospital Universitrio Lauro Wanderley (HULW). Para tanto, avaliaram-se o histrico familiar, peso, estado nutricional, IMC, circunferncia da cintura, de ndices de razo cintura-quadril, e de porcentagem de gordura corporal, dados bioqumicos, comorbidades, realizao de atividade fsica, nmero de consultas e o acompanhamento multiprofissional. Alm disso, avaliaram-se, apenas no ps-operatrio, aspectos como a perda ponderal, percentual de perda de peso e de seu excesso. Participaram desse estudo 31 indivduos, sendo que 18 participantes foram avaliados por meio de medidas repetidas pr e ps-operatrias. Todos os participantes eram obesos mrbidos no pr-operatrio, sendo que no ps-operatrio a maioria era composta por obesos de grau II (44,4%). A cirurgia baritrica promoveu alteraes das medidas antropomtricas ocorrendo um percentual de perda excessiva de peso de 66,04% por meio de uma perda ponderal de 26,71%. Os dados bioqumicos demonstraram normalidade na maioria dos elementos investigados, o que favorece um melhor controle metablico e consequentemente menos complicaes a curto e em longo prazo. A cirurgia baritrica promoveu melhoras em diversos parmetros fisiolgicos destes indivduos atravs do acompanhamento por uma equipe multiprofissional atuante. Palavras-chave: Obesidade. Tratamento da Obesidade. Cirurgia Baritrica. 1-Faculdades Integradas de Patos (FIP), Paraba, Brasil. 2-Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Pernambuco, Brasil.

    ABSTRACT Evaluation of clinical and nutritional aspects in obeses before and after bariatric surgery at the University from Joo Pessoa-PB This study aimed to evaluate the clinical and nutritional aspects in morbidly obese before and after bariatric surgery at the University Hospital Lauro Wanderley (HULW). Therefore, it was evaluated the family history, weight, nutritional status, BMI, waist circumference, index waist-hip ratio, and body fat percentage, biochemical data, comorbidities, physical activity, number of consultations and multidisciplinary care. Furthermore, we evaluated only postoperatively, aspects such as weight loss, percent of weight loss and its over. 31 individuals participated in this study, with 18 participants were assessed using repeated measures pre-and postoperative. All participants were morbidly obese patients preoperatively, and postoperatively the majority were obese grade II (44.4%). Bariatric surgery has promoted changes in anthropometric measurements occurring a percentage of excessive weight loss of 66.04% through a weight loss of 26.71%. Biochemical data showed normality in most elements investigated, which favors a better metabolic control and consequently fewer complications in the short and long term. Bariatric surgery has promoted improvements in several physiological parameters of these individuals through monitoring by a multidisciplinary team active. Key words: Obesity. Obesity Treatment. Bariatric Surgery. E-mails dos autores: [email protected] [email protected] [email protected] [email protected] [email protected]

  • Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento ISSN 1981-9919 verso eletrnica

    Per id ico do Inst i tuto Brasi le i ro de Pesquisa e Ensino em Fis io logia do Exerc c io

    w w w . i b p e f e x . c o m . b r - w w w . r b o n e . c o m . b r

    Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento, So Paulo. Suplementar 1. v.11. n.67. p.506-522. Jan./Dez. 2017. ISSN 1981-9919

    507

    INTRODUO Antes, se pensava que os pases ricos possuam a maior prevalncia de excesso de peso e obesidade. Atualmente, a epidemia da obesidade no possui fronteiras econmicas.

    Tantos pases desenvolvidos como os em desenvolvimento detm grande nmero de pessoas com sobrepeso/obesidade. Nos Estados Unidos, um tero da populao adulta obesa.

    No Brasil, a Pesquisa de Oramento familiar (POF) de 2002-2003 demonstrou esse valor em 11 % da populao. A POF mais recente de 2008-2009 quantifica, no Brasil, 13% de obesos (Correia e colaboradores, 2011; IBGE, 2011; Santo, Ricciopo e Cecconello, 2010). O desequilbrio entre o consumo energtico e a atividade fsica o principal determinante da obesidade.

    Mahan, Escott-Stump e Gee (2010) afirmaram que tem ocorrido o aumento do consumo de calorias pelos adultos, paralelo a isto, uma reduo na prtica de exerccios fsicos.

    Entre outros fatores, o aumento da frequncia de alimentao fora de casa, o maior tempo que se passa vendo televiso, a utilizao do computador e de jogos eletrnicos, as mudanas no mercado de trabalho e o medo da criminalidade tem impossibilitado a sada dos indivduos para prtica de exerccios fora de casa. Estudos recentes demonstram que a alimentao do brasileiro tem sido incrementada com alimentos com teor reduzido de nutrientes e um alto teor calrico, chamada de dieta de risco. Sugere-se que exista correlao entre esta ingesto e o desenvolvimento de doenas crnicas no transmissveis (DCNT) a mdio ou longo prazo (Carvalho e Rocha, 2011; IBGE, 2011). Esses hbitos alimentares inadequados devem ser corrigidos para evitar a obesidade e outras DCNT. Porm, quando a obesidade j est instalada existem algumas formas de tratamento como dieta, atividade fsica, medicamentos e em ltima instncia, a Cirurgia Baritrica (CB).

    Esta uma tcnica que vem sendo bastante utilizada quando os meios convencionais de tratamento da obesidade mrbida no conseguem demonstrar resolutividade. Existem basicamente trs tipos:

    restritivas, disabsortivas e mistas. Estas se propem a uma reduo e manuteno de peso corporal adequado podendo inclusive melhorar as doenas relacionadas obesidade como Hipertenso Arterial Sistmica (HAS), Diabetes Mellitus (DM), Dislipidemias e doenas coronarianas (Cunha e colaboradores, 2010; Santos, 2007). Porm, tal observao no se reproduz em todos os pacientes, visto que existem inmeras complicaes, inadaptaes ps-cirrgicas e abandonos do tratamento. A adeso ao tratamento de extrema importncia visto que tem o objetivo de minimizar ou evitar complicaes promovendo um nvel de qualidade de vida adequado para o paciente (Mattos e colaboradores, 2010). Visando contribuir com a pesquisa relacionada obesidade e ao seu tratamento, dando-se nfase Cirurgia Baritrica como uma das formas de interveno, este estudo tem como objetivo geral avaliar os aspectos clnicos e nutricionais de obesos mrbidos em pr e ps-operatrio de Cirurgia Baritrica (CB) no Hospital Universitrio Lauro Wanderley (HULW).

    Os objetivos especficos foram: descrever o perfil dos pacientes em relao ao grau de obesidade, presena de comorbidades associadas, ao sexo, faixa etria e condio social; verificar os aspectos clnicos e nutricionais no pr e ps-operatrio de CB; verificar as complicaes presentes nos pacientes aps realizao da CB e avaliar o acompanhamento e a adeso s orientaes da equipe multiprofissional no pr e ps-operatrio de CB. MATERIAIS E MTODOS

    Tratou-se de um estudo transversal de abordagem quantitativa. O presente estudo foi composto por 31 indivduos adultos de ambos os sexos portadores de obesidade acompanhados no pr-operatrio, tendo sido 18 destes acompanhados tambm no ps-operatrio.

    Estes indivduos faziam parte do Programa de Cirurgia Baritrica do Hospital Universitrio Lauro Wanderley da Universidade Federal da Paraba, e foram avaliados durante o ano de 2012; o nmero de participantes obedeceu demanda do hospital, compondo, portanto, uma

  • Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento ISSN 1981-9919 verso eletrnica

    Per id ico do Inst i tuto Brasi le i ro de Pesquisa e Ensino em Fis io logia do Exerc c io

    w w w . i b p e f e x . c o m . b r - w w w . r b o n e . c o m . b r

    Revista Brasileira de Obesidade, Nutrio e Emagrecimento, So Paulo. Suplementar 1. v.11. n.67. p.506-522. Jan./Dez. 2017. ISSN 1981-9919

    508

    amostragem no probabilstica por convenincia.

    Para a coleta de dados foram utilizadas fichas clnicas adaptadas de Santos (2007).

    A ficha clnica A foi aplicada antes da submisso dos pacientes a tcnica cirrgica baritrica, enquanto que a ficha clnica B, aps o referido procedimento. Ambas so compostas por tpicos que avaliam e questionam acerca das condies clnico-nutricionais, acompanhamento multiprofissional e caractersticas sociais dos pacientes.

    Os pacientes foram entrevistados e avaliados no ambulatrio de cirurgia baritrica do HULW de maro a dezembro do ano de 2012, s sextas-feiras tarde, pelo pesquisador, um estudante de graduao do curso de Nutrio da UFPB previamente treinado.

    Realizou-se antropometria nos pacientes por meio dos procedimentos padronizados pelo Antropometric Standardization Reference Manual de Gordon, Chumlea, Roche citado por Cunha, Neto e Jnior (2006).

    O estado nutricional foi obtido por meio do clculo do ndice de massa corprea (IMC) dividindo-se o peso (Kg) pela altura ao quadrado, em metros, e sua classificao realizada de acordo com os cri