Notícia Urgente Ed. 206

of 16/16
Maio de 2011 I Edição 206 I Ano 19 Notícia Urgente Notícia Urgente Porta-voz do Servidor Funcionalismo municipal forma várias frente de batalha para enfrentar desmando e descaso da PBH - Páginas 3 e 4 Pág. 7 Plano de saúde com valor único e carência diferenciada Pág. 9 Atendimento psicológico é estendido Pág. 11 Semana do Livro movimenta Núcleo de Convivência Pág. 12 Inscrições abertas para Seminário de Acupuntura Acima de tudo, a fraternidade. nu_206 segunda.indd 1 02/05/2011 14:41:15
  • date post

    10-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    219
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Notícia Urgente Ed. 206

Transcript of Notícia Urgente Ed. 206

  • Maio de 2011 I Edio 206 I Ano 19

    Notcia UrgenteNotcia Urgente

    Porta-voz do Servidor

    Servidores Servidores Servidores Servidores Servidores Servidores emememememem lutalutalutaFuncionalismo municipal forma vrias frente de batalha para enfrentar desmando e descaso da PBH - Pginas 3 e 4

    Pg. 7

    Plano de sade com valor nico e carncia

    diferenciada

    Pg. 9

    Atendimento psicolgico estendido

    Pg. 11

    Semana do Livro movimenta Ncleo de

    Convivncia

    Pg. 12

    Inscries abertas para Seminrio de

    Acupuntura

    Acima de tudo, a fraternidade.

    nu_206 segunda.indd 1 02/05/2011 14:41:15

  • Maio de 2011 I Edio 2062

    Valorizar o servidorA Beprem nasceu de um clamor dos fun-

    cionrios da PBH. Quem a materializou foi o saudoso prefeito Dr. Otaclio Negro de Lima que, naquela poca, tinha como obje-tivo valorizar o servidor municipal.

    Depois de mais de sete dcadas de exis-tncia, chega ento o atual prefeito e re-solve fechar a Beprem, sob a alegao de que a mesma se tornou de citria. Ser que o caminho optado pelo atual alcaide o mais salutar para os servidores munici-pais? Eu creio que no.

    Talvez o caminho fosse promover uma reforma administrativa naquele rgo. S ento partiria-se para o corte de despesas e, se fosse o caso, para a venda de parte de seu patrimnio e para a reduo da folha de pessoal, que at ento era bastante gor-da graas terceirizao. Isso, para mim, seria um gesto corajoso e responsvel de um administrador.

    Infelizmente, o que temos um projeto na Cmara Municipal que prope a extin-o da Beprem, mesmo apesar do parecer contrrio por parte das entidades sindicais. Mais uma vez temos um patro tempor-rio que de pouco dilogo. Uma pena para toda a cidade.

    A Beprem teve uma sobrevida de mais de 73 anos. Infelizmente, no nosso pas tudo aquilo que antigo e histrico, apesar de til, acaba por se tornar pea de arquivo, museu ou colocado ao cho, como grandes construes que j tivemos em Belo Hori-

    zonte.Se nada for mudado, muito em breve par-

    te da histria da Prefeitura de Belo Hori-zonte estar sendo arquivada. Lamentvel para a cidade e para todos ns, servidores municipais, que ajudamos a construir esta histria.

    Lamentvel, tambm, o fato de o go-verno municipal insistir em acabar com a Beprem, mas continuar com o clube Lagoa Acqua Park, localizado em municpio vizi-nho. Ser que no seria o momento de se ter coragem para vender esse espao, assim como alguns terrenos vinculados a Beprem, e criar um hospital digno para atender os servidores e seus familiares?

    Temos escutado dos servidores que o plano de sade subsidiado pela PBH no atende a todos os servidores. Pelo visto, tal proposta teve muito mais um carter publicitrio do que propriamente o intuito de favorecer os servidores. Direitos iguais, neste caso, no existiram.

    Apesar de tudo que escrevo, sei que o ide-al seria que a PBH investisse na melhoria salarial dos servidores municipais. Todos os dias recebemos, aqui na ASSEMP, servido-res com casos de problemas nanceiros que mais parecem aquelas histrias que vemos nos jornais. Um horror!

    H algumas semanas, atendi um agente pblico municipal que solicitava-nos ajuda para conseguir manter seu plano de sade. Sabe qual o salrio bruto desse servidor?

    Apenas R$ 700. Nosso setor social j est cuidando da situao, todavia, trata-se de um dentre tantos que esto na PBH e vivem num regime de quase misria.

    preciso mudar isso, senhor prefeito. Chega de ngir que no v e no ouve os clamores de seus funcionrios. Abra-se ao dilogo, escute as entidades representa-vivas, seja mais sensvel s realidades dos servidores municipais. Depois disso, tenho a certeza de que poder navegar no mar Adritico com mais tranquilidade e certo de que poder postular a reeleio.

    Lembre-se que 2012 um ano eleitoral. Os servidores podem at no fazer a diferena em nmeros de votos, todavia, so eles que o representaro junto aos eleitores de Belo Horizonte. A satisfao ou insatisfao des-tas pessoas far toda a diferena nas urnas. Pense nisto e que Deus nos proteja!

    Expediente

    Associao dos Servidores Municipais da Prefeitura de Belo Horizonte - Fundada em 1/3/58R. da Bahia, 1033 - 3, 4,5, 6, 8, 9, 10 e 13 andares CEP: 30.160-905 - Belo Horizonte - MG(31)3237-5000

    www.assemp.org.br - [email protected]

    Presidente de Honra - Dr. Celso Mello de Azevedo

    Presidente - Angelo Augusto Flores Carvalho1 Vice-presidente - Anselmo Horta Nassif2 Vice-presidente - Carlos Alberto de Oliveira Diretor financeiro - Horaldo Oliveira SantosPresidente do Conselho Administrativo - Willian NagemSecretria - Corina Clia Loures BandeiraPresidente do Conselho Fiscal - Manoel Teixeira Cardoso

    Notcia Urgente - rgo Informativo da ASSEMPAssessoria de Comunicao e OuvidoriaJornalista Jos Almir da Rosa Reg. Prof.: MG 07771 JP(31)3237-5000 - [email protected]

    Texto e fotos Vitor Moreira Reg. Prof.: 14055/MG Projeto Grfico e Diagramao - Paula Ferreira

    Assempinho, o boneco mascote da ASSEMP, uma criao de Ricardo SImpresso: Sempre Editora - Tiragem: 18.000 exemplaresPermitida a reproduo das matrias no todo ou em parte, desde que citada a fonte. As matrias assinadas no refletem necessari-amente a posio da ASSEMP e so de inteira responsabilidade do autor.

    Notcia UrgenteNotcia Urgente

    nu_206 segunda.indd 2 02/05/2011 14:41:16

  • Maio de 2011 I Edio 2063

    E a, Marcio Lacerda?

    Servidores aguardam por propostas de reajuste da PBH, que vo definir o fim da campanha salarial ou o incio de uma greve geral

    A conta que no fecha

    Pelas contas da PBH, a folha salarial municipal consumiria, hoje, em torno de 42% da arrecadao do municpio. Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, esse valor no poderia ultrapassar 47%. Entretanto, a conta no to direta como parece que se quer mostrar. Clculos do Sindibel aponta-ram que, se a prefeitura oferecesse um reajuste de 20% a todos os servido-res municipais, o impacto no Oramento seria de 3%, ou seja, totalmente dentro do limite estabelecido pela lei.

    * at o fechamento desta edio, no dia 30 de abril, a PBH ainda no havia apresentado proposta a nenhuma categoria.

    Depois de quase 40 dias de silncio, pa-rece que a Prefeitu-ra de Belo Horizonte entendeu o recado dos servidores muni-cipais. Na vspera da segunda assembleia geral da Campanha Salarial Uni cada, representantes da PBH nalmente cha-maram as entidades negociao. O en-contro foi realizado no dia 12 de abril, mas, como era de se

    esperar, quase nada foi apresentado. Se-gundo a presiden-te do Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Clia Llis, a prefei-tura j de niu que no ir negociar um reajuste nico para todas as categorias e que as propostas se-ro discutidas indivi-dualmente. Acerta-mos com a PBH que o prazo nal para que

    ela apresente as pro-postas de reajustes a todas as categorias o dia 6 de maio, ex-plica Clia.

    Se a PBH no esta-va dando crdito s reivindicaes dos servidores at en-to, a situao ten-de a mudar de gura daqui pra frente. Na assembleia do dia 13, que reuniu um gran-de nmero de pesso-as na Praa da Esta-o, cou deliberado que, se at o dia 6 de maio a PBH no cha-mar as entidades mesa, ou apresentar uma proposta insatis-fatria, os servidores entraro em greve geral por tempo in-determinado.

    nu_206 segunda.indd 3 02/05/2011 14:41:21

  • Maio de 2011 I Edio 2064

    Plenrio da Cmara Municipal foi tomado por servidores, que exigem mudanas no projeto de lei da PBH

    Previdncia em discussoEntidades, servido-

    res, representantes da prefeitura e es-pecialistas na rea previdenciria se reuniram na Cmara Municipal da capi-tal no dia 28 de abril para o Seminrio so-bre o Regime Prprio de Previdncia dos Servidores Pblicos Municipais de Belo Horizonte. O evento teve como objetivo debater o Projeto de

    Lei 1410/2010, que reestrutura o Regime na capital. A votao do projeto foi suspen-sa em fevereiro aps grande presso dos sindicatos e associa-es dos servidores.

    A ASSEMP esteve re-presentada pelo pre-sidente Angelo Flores e pelas advogadas Marcele Fernandes e Maria da Silva. Na avaliao de Marcele, o resultado do evento

    foi positivo. Pude-mos trocar ideias e avaliar os rumos que o projeto tomar da-qui pra frente, fri-sou.

    As propostas apre-sentadas por grupos de trabalho durante o seminrio foram com-piladas e sero ava-liadas pela PBH, que deve encaminhar um projeto substitutivo para apreciao da Cmara Municipal.

    E a Beprem?Apesar do seminrio tratar de tema bem

    prximo, os representantes da PBH que esti-veram presentes no zeram nenhuma men-o ao projeto de extino da Beprem, que tambm se encontra na Cmara Municipal. O Projeto de Lei 1422/2011 j foi aprovado na Comisso de Legislao e Justia, no m de fevereiro. Porm, o projeto est parado porque no houve qurum na reunio da C-mara de Administrao Pblica, que tambm deveria apreciar o texto, e o prazo expirou. Para seguir a tramitao, agora, necess-rio que o presidente da Cmara indique um relator substituto.

    O que foi dito

    No somos contra a regulamentao, mas queremos garantias de que nossa aposentadoria estar em total se-gurana, pois os servidores no podem ser responsabilizados por problemas no Fundo Previdencirio.Vanessa Portugal diretora do Sind-Rede.

    Temos que tratar o assunto com cautela. Comear um Fundo que em pouco tempo se torne de citrio seria, para ns, um grande fracasso.Paulo Bretas secretrio de Planejamento, Oramento e Informao

    O Regime de Previdncia da PBH quase perfeito do ponto de vista tcnico/contbil. Mas peca no lado so-cial.Marcelo Barroso procurador do Estado

    nu_206 segunda.indd 4 02/05/2011 14:41:22

  • Maio de 2011 I Edio 2065

    Entenda como funciona a averbao de tempo

    Matria sugerida por leitora do Notcia Urgente esclarece quais so os benefcios garantidos por lei a quem opta pela averbao

    Ol! Gostaria que zessem uma ma-tria sobre aver-bao de tempo de servio. A maioria dos professores desconhece que o tempo averbado vale para obten-o de quinqu-nios e aposentado-ria, mas no para frias-prmio. H uma lei que regula-menta a averbao de tempo? Essa lei recente?

    A questo da averba-

    o de tempo de ser-vio contemplada em duas leis munici-pais. A primeira delas a Lei 0715, de 28 de maio de 1958. Em seu art. 1, ela determina que o tempo de ser-vio pblico federal, estadual, municipal ou prestado em autar-quia e entidades para-estaduais ou mantidas pela Unio, Estado ou Municpios, desde que devidamente averba-do, ser contado na Prefeitura para ns de adicionais.

    O artigo original dessa lei previa que a averbao tambm seria considerada na contagem das frias-prmio. Entretanto, o executivo municipal vetou esse trecho do texto por consider-lo injusto com os servi-dores que sempre tra-balharam na munici-palidade. Portanto, de fato, tempo averbado no pode ser utiliza-do para obteno de frias-prmio.

    A averbao tam-bm tratada na Lei

    7.169, o Estatuto do Servidor. O pargrafo nico do art. 136 re-a rma o direito dos servidores de compu-tarem tempo de ser-vio pblico federal,

    estadual ou de outro municpio para obten-o do quinqunio. J o art. 174 garante o mesmo direito para ns de aposentado-ria.

    Acontece na ASSEMP

    Estatuto SocialA ASSEMP promover um reforma no seu Estatuto Social. Para tornar o processo

    democrtico e contar com a participao de todos, a diretoria faz um convite aos scios para que venham at a sede da associao, faam uma leitura da minuta e dem sua opinio. As sugestes sero analisadas pelo setor jurdico e, posterior-mente, apresentadas Assemblia Geral, que ser marcada exclusivamente para a aprovao do novo estatuto. A minuta estar disponvel at o dia 30 de maio, na rua da Bahia, 1033 4 andar.

    ParticipeEssa matria foi sugerida pela leitora Ione Maria Cruz. Se voc tambm quiser participar, basta enviar sua

    sugesto pelo e-mail [email protected]

    Guia de ConvniosA diretoria da ASSEMP esclarece que as informaes sobre a parceria com a Caixa

    Econmica Federal para aquisio de imveis, veiculadas no Guia de Convnios, no possuem relao com a associao. A notcia refere-se a um servio oferecido pela Navarro Consultoria, empresa terceirizada da ASSEMP, que oferece aos scios a possi-bilidade de mediar o contato com a Caixa. Ainda sobre o guia, a associao aproveita a oportunidade para informar que todos os convnios so rmados por meio de contratos que, eventualmente, podem ser rescindidos ou ter seus prazos expirados. Em caso de dvidas, entre em contato com a ASSEMP: 3237-5000.

    @

    nu_206 segunda.indd 5 02/05/2011 14:41:24

  • Maio de 2011 I Edio 2066

    Presena ATIVA em favor do associadoO Departamento Ju-

    rdico da ASSEMP atua na defesa de interes-ses coletivos e indivi-duais dos associados.

    So sete advogados, consultores e estagi-rias que esto aptos a receber e analisar as demandas apre-

    sentadas pelos scios. Para isso, basta fazer contato pelos endere-os de e-mail ou pelo telefone listados (ver

    abaixo). Muito atuan-te, o Departamento Jurdico est sempre trazendo novidades para bene ciar o asso-

    ciado e apresentando bons resultados, como o caso relatado abai-xo:

    A 13 Cmara Cvel do Tribunal de Justia de Minas Gerais acolheu o pedido de um associado contra uma operadora de telefonia celular, condenando-a ao pagamento de in-denizao no valor de R$ 14 mil. A ao foi ajuizada pelo Departamen-to Jurdico da ASSEMP.

    O associado era cliente h mais de dez anos da empresa que, injusti- cadamente, passou a lanar valo-res indevidos em sua conta. Ao ser questionada sobre as cobranas, a empresa alegou que tratava-se de alterao de plano, embora no ti-vesse sido feita nenhuma solicita-

    o.Diante das cobranas indevidas, o

    associado optou por cancelar o con-trato com a operadora. Porm, alm de insistir na cobrana do dbito, a companhia exigiu o pagamento da multa rescisria, inserindo o nome do associado nos servios de prote-o ao crdito como inadimplente.

    O Tribunal entendeu que a atitude da companhia telefnica decorreu de descaso, portanto, passvel de indenizao.

    Desde o m de 2010, o Departamento Jurdico da ASSEMP conta com mais uma assistente jurdica, apta a realizar um atendimento rpido e preli-

    minar, prestando esclarecimentos imediatos sobre dvidas jurdi-cas. O contato com a pro ssional pode ser feito por e-mail

    ou telefone (ver abaixo).O principal objetivo da contratao dar continui-

    dade ao processo constante de melhoria do atendi-mento, de forma gil, e ciente e satisfatria.

    No site da ASSEMP (www.assemp.org.br) esto divulgadas informaes sobre as principais aes propostas pelo Depar-tamento Jurdico, alm da relao dos documentos necess-rios para ajuizamento. Informe-se e agende um horrio para veri car e requerer seus direitos.

    Operadora de celular condenada a indenizar associado

    Informaes jurdicas no site da ASSEMPContatos E-mails: [email protected]@assemp.org.br [email protected] Tel: 3222-8776

    Enoonononononon nononononoonononononoo noonono nononnnononoonononoononono

    Artigo O novo vilo da dieta: o sal

    Depois da guerra tra-vada contra o tabaco e o acar, as autori-dades de sade agora miram suas armas para outro vilo da dieta: o sal. Uma pesquisa di-vulgada pelo Ministrio da Sade mostra que a proporo de brasilei-ros com hipertenso arterial cresceu de 21,5%, em 2006, para 24,4% em 2009.Os casos de hiperten-

    so cresceram sobre-tudo entre os idosos 63,2% das pessoas com 65 anos ou mais

    apresentam o proble-ma no pas. Em 2006, esse porcentual era de 57,8%. Mas o levan-tamento mostra que a doena no ocorre apenas entre os mem-bros da terceira idade. Entre a populao at 34 anos, 14% dos entre-vistados apresentam presso alta. E a pro-poro de hipertensos maior entre mulhe-res (27,2%) do que en-tre homens (21,2%).Pesquisas cient cas

    j comprovaram a re-lao direta entre o

    consumo de sal e a hi-pertenso arterial, um dos grandes males de sade pblica no mun-do. De acordo com da-dos da Sociedade Bra-sileira de Cardiologia, um brasileiro consome em mdia 12 gramas de sal por dia, quando o recomendado seria limitar essa ingesto a 6 gramas. O problema do con-

    sumo excessivo de sal que ele provoca re-teno de sdio e gua nos rins, o que aumen-ta o volume de sangue

    em circulao. Com uma quantidade maior de sangue nas paredes das artrias, a presso arterial ca mais alta.Tirar o saleiro da

    mesa e usar ervas e outros temperos como alternativa na hora de cozinhar so algumas das medidas que po-dem ser adotadas. O grande perigo

    da hipertenso est no fato de ser uma doen-a silencio-sa. Ela no apresenta

    sintomas. Por isso, importante conferir a presso pelo menos uma vez por ano. Uma presso considerada normal para adultos aquela igual ou infe-rior a 12 por 8.

    Adaptado de ma-tria da revista

    Veja

    8 de maio Dia das Mes8 de maio Dia das MesMe! So trs letras apenasAs desse nome bendito:Trs letrinhas, nada mais...E nelas cabe o Infinito.E palavra to pequena, confessam mesmo os ateus do tamanho do Cu!E apenas menor que Deus

    Mrio Quintana Lili inventa o mundo

    Uma homenagem da ASSEMP a todas as mes por essa data to especial!

    Uma associao que se preocupa e ampara 14 mil filhos compreende bem o privilgio e a responsabilidade de ser me.

    nu_206 segunda.indd 6 02/05/2011 14:41:29

  • Maio de 2011 I Edio 2067

    Famlia Ideal, o novo plano de sade da associao, foi pensado especialmente para aqueles que nunca deixam de se preocupar com os seus familiares

    A ASSEMP e voc cuidando juntos de sua famliaSer arrimo de fam-

    lia signi ca amparar, cuidar, dar sustento a seus familiares. Um chefe de um lar, seja o homem ou a mulher, tende sempre a colo-car o companheiro (ou companheira) e os lhos em primeiro lugar, no importa a circunstncia. Voc

    pensaria em ter um plano de sade que lhe garantisse um atendimento rpido e personalizado mas, ao ver seu lho doente, ter que lev-lo para a la do SUS? Provavel-mente no.

    Pois foi pensando nesses grupos familia-res que a ASSEMP fe-

    chou parceria com o Santa Casa Sade para a oferta de um novo plano: o Famlia Ide-al. O grande diferen-cial do novo convnio que a mensalidade cobrada apenas do titular e tem valor xo, no importando o nmero de depen-dentes (veja tabela).

    Cnjuge e lhos pa-gam apenas coparti-cipao, da mesma forma que o titular, somente quando usu-frurem dos servios (consultas, exames e internaes so-mente uma diria por evento).

    muito difcil ver a situao de um pai

    de famlia que ganha um salrio mnimo e tem que optar por pagar um plano para ele ou para os lhos. A criao de um plano familiar era um velho sonho que nalmente conseguimos concre-tizar, salienta o pre-sidente da ASSEMP, Angelo Flores.

    * Mensalidade cobrada apenas de acordo com a faixa etria do titular. Coparticipao cobrada de titulares e dependentes

    Plano para titular + cnjuge + lhos at 23 anos*

    Idade do titular Valor total

    at 43 anos R$ 109,50

    44 a 58 anos R$ 209,82

    mais de 59 anos R$ 386,14

    PROCEDIMENTOS Plano Enfermaria PBHFAMILIA IDEAL ASSEMP

    Consultas eletivas (programada)Centralizada

    TriagemRede Restrita

    Livre escolha dentro da rede + 300 mdicos cooperados

    + de 60 clnicas credenciadas

    Exames 6 laboratrios + de 15 laboratrios credenciados

    Outras vantagens

    - Alm dos dependentes, o scio poder incluir tambm seus agregados, que contaro com uma tabela prpria vinculada ao plano;- Cobrana pode ser por boleto bancrio, permitindo a adeso sem pro-blemas com margem consignada; - Carncia com condies diferenciadas; - Cobertura em nvel nacional; - Aconselhamento mdico 24 horas; - Garantia de um plano consolidado h 14 anos no mercado.

    Como aderir

    Se voc tem interesse em aderir ao Famlia Ideal ou quer saber mais informaes sobre o plano, entre em contato pelo 3222-8776.

    @

    nu_206 segunda.indd 7 02/05/2011 14:41:30

  • Maio de 2011 I Edio 2068

    ASSEMP possui convnio com clnica especializada e duas operadoras de planos odontolgicos

    Cuide de sua sade bucal Uma boa higiene bu-

    cal uma das medi-das mais importantes para manter dentes e gengivas em ordem. Dentes saudveis no s contribuem para uma boa aparncia, mas so tambm im-portantes para fa-lar bem e mastigar corretamente os ali-mentos. Os cuidados dirios preventivos, como uma boa esco-vao e o uso correto do o dental, ajudam

    a evitar que os pro-blemas dentrios se tornem mais graves. A preveno a ma-neira mais econmi-ca, menos dolorida e menos preocupante de se cuidar da sade *bucal.

    Atendimento gratuito

    A ASSEMP mantm convnio com a clni-ca odontolgica Rea-bilitar, que conta com cinco pro ssionais. O

    atendimento aos s-cios em algumas espe-cialidades gratuito, enquanto as demais tm preos especiais.

    Somente em abril os atendimentos pas-saram de 200. Com a demanda crescente, o tempo de espera tem aumentado. To-davia, como salienta o presidente Angelo Flores, o intuito da ASSEMP promover o bem-estar e sade dos scios. Logo, ser

    feito um esforo para que esse prazo seja o me-nor possvel.

    *extrado do site www.colgate.com.br

    Alm do atendimento gratuito, a associao tambm possui parcerias com a Uniodonto e Metlife, operadoras de planos odontolgicos que oferecem planos com preos bastante acessveis para scios e familiares. Para mais informaes ou para aderir aos planos, os scios devem procurar a Rua Tupis, 171 lojas 07 e 09. Para aten-dimento na Clnica Reabilitar, o associado deve retirar uma guia na sede da ASSEMP (rua da Bahia, 1033 - 4 andar).

    Onde foi que eu deixei as chaves de casa? Que horas a reunio? Aps os 30 anos, comum as pessoas comearem a sofrer com peque-

    nos esquecimentos. Porm, a associao direta que se faz en-tre idade e perda de memria no total-mente correta.

    Neurocientistas tm comprovado que isso est relacionado re-duo do nmero de conexes nervosas, realizadas pelos den-dritos. Assim como se atro a um msculo sem uso, os dendritos tambm atro am se no so usados com frequncia. Conse-quentemente, a habi-

    lidade do crebro para receber nova informa-o reduzida.

    Por isso, necess-rio exercitar os neu-rnios: estic-los, sur-preend-los, sair de sua rotina. Assim, o crebro se torna mais exvel, mais gil e sua capacidade de memria aumenta.

    Onde foi que eu deixei as chaves de casa? Que horas a reunio? Aps os 30 anos, comum as pessoas comearem a sofrer com peque-

    nos esquecimentos. Porm, a associao direta que se faz en-tre idade e perda de memria no total-mente correta.

    nu_206 segunda.indd 8 02/05/2011 14:41:32

  • Maio de 2011 I Edio 2069

    Iniciativa de professora municipal mudou a realidade de alunos do bairro Santa Terezinha

    O aprendizado nos corredores da escolaDar oportunidades

    aos alunos de pensar e produzir. Esse o lema com que a servi-dora Rosngela Mercs Barbosa Cruz trabalha. Professora h 34 anos, Rosngela iniciou, em 1998, um trabalho que mudou radical-mente sua maneira de enxergar o ensino e transformou a realida-de de dezenas de alu-nos. Tudo comeou

    quando tomei conhe-cimento de algumas crianas na escola que tocavam instrumentos de percusso. Iniciei com elas, no intervalo das aulas, um trabalho de musicalizao e, quando menos perce-bi, tnhamos formado uma banda, conta.

    O trabalho se esten-deu para um projeto de cultura mais amplo e acabou englobando

    alunos da Educao para Jovens e Adultos (EJA). Mudamos a forma como esses alu-nos eram vistos dentro da escola, uma verda-deira transformao, relata Rosngela. Por questes diversas, a iniciativa no pde prosseguir em expan-so, mas nem por isso a professora desani-mou: J estamos com nossa terceira banda e

    alguns dos jovens fo-ram convidados a par-ticipar de um trabalho de cultura com uma ONG que est sendo

    estruturada no bairro. Alm disso, pretendo produzir um livro e um lme relatando essa experincia.

    Atendimento de orientao profissionalSetor de psicologia da ASSEMP disponibiliza um novo servio a seus associados

    O setor de psicologia da ASSEMP vai iniciar atendimento na rea de orientao pro s-sional. O trabalho ser voltado tanto para pessoas que esto em fase de de nio do curso superior e da pro sso que desejam seguir quanto para aquelas que querem buscar um novo rumo na carreira. O atendi-mento ser feito pelo psiclogo Artur Leo Costa, que d mais detalhes do novo ser-vio:

    Por que estender o trabalho do se-tor de psicologia essa nova rea?

    J h algum tempo

    estvamos recebendo demandas por par-te dos associados. O assunto tambm era recorrente nos aten-dimentos que realiza-mos, principalmente com jovens que esto concluindo o segundo grau e se preparam para ingressar na uni-versidade.

    Como ser estru-turado o trabalho?

    A princpio, nossa ideia realizar aten-dimentos com peque-nos grupos, por acre-ditar que a troca de experincias entre os participantes pode ser muito positiva. O foco do trabalho ser os adolescentes lhos

    de associados, que es-to em fase de esco-lha da pro sso, mas tambm os prprios scios, que lidam com questes como rema-nejamento pro ssio-nal e expectativas de carreira.

    Por que esse as-sunto est sempre em pauta?

    De nir um rumo pro- ssional com 17, 18 anos sempre foi uma escolha muito difcil. Hoje, o grande n-mero de informaes disponveis, que in- uenciam nas vari-veis que pesam nessa deciso, acaba di cul-tando essa tarefa ain-da mais.

    ContatoPara mais informaes sobre o atendimen-to de orientao pro ssional, entre em contato pelo telefone 3237-5011.

    PrmiosOs projetos de cultura liderados por Rosngela j alcanaram grande reco-nhecimento. Em 2004, o trabalho O aprendizado nos corredores da Escola recebeu o primeiro lugar no Prmio Paulo Freire, promovido pela PBH. Dois anos depois, foi a vez do projeto A arte de ser humano, promovido com os alunos da EJA, receber o segundo lugar no Paulo Freire. Em 2009, veio a consagrao com o prmio estadual Construindo a Nao, oferecido pelo Instituto da Cidadania Brasil.

    nu_206 segunda.indd 9 02/05/2011 14:41:37

  • Maio de 2011 I Edio 20610

    Biblioteca Orlando Vignoli conta com acervo rico e atualizado para oferecer sempre o melhor aos seus usurios

    Pelos caminhos da LITERATURA

    Quer saber o m dessa histria? Basta procurar pelo Conto de Vero n 2: Ban-deira Branca, que faz parte da coletnea Os cem melhores contos brasileiros do sculo. Essa obra, juntamente com ou-tras 5.500, compe o

    acervo da biblioteca Orlando Vignoli, si-tuada no 8 andar da sede da ASSEMP.

    Alm de livros, o es-pao tambm conta com DVDs, tas VHS, CDs, obras de refern-cia (como dicionrios e enciclopdias), jor-nais, revistas (Veja,

    poca, Super Interes-sante), computador com conexo inter-net e rede wireless. Tudo para enriquecer a cultura e manter o associado sempre bem informado.

    O acervo atualiza-do a cada dois meses com novas aquisies,

    que so feitas a partir de sugestes e pedi-dos dos usurios. Es-tamos sempre antena-dos aos lanamentos e s listas dos mais vendidos, explica a bibliotecria Luciana Cruz. Alm dela, tam-bm trabalha no local a estagiria de Biblio-

    teconomia Fabiane Andrade.

    No deixe de usu-fruir deste espao que a ASSEMP coloca sua disposio. Vi-site a biblioteca, apa-nhe um livro e deixe a magia da literatura te transportar para no-vos universos!

    Conto de Vero n 2: Ban deira BrancaEle: tirols. Ela: odalisca; Eram de culturas muito diferentes, no podia dar certo. Mas tinham s

    quatro anos e se entenderam. No mundo dos quatro anos todos se entendem, de um jeito ou de ou-tro. Em vez de danarem, pularem e entrarem no cordo, resistiram a todos os apelos desesperados das mes e caram sentados no cho, fazendo um montinho de confete, serpentina e poeira...

    Foi lanado no dia 20 de abril o livro de poesias da associada Lou Albergaria. A obra, intitulada O cogumelo que nasce na bosta da vaca profana, uma publicao da Editora Vidrguas. O lanamento foi realizado com um coquetel no bar-livraria Caf com Letras, na Savassi. Dois exemplares do livro sero doados pela autora Biblioteca Orlando Vignoli, para que os associados possam conhecer o trabalho de Lou.

    Mar

    celo

    Foc

    ado

    Mar

    celo

    Foc

    ado

    nu_206 segunda.indd 10 02/05/2011 14:41:45

  • Maio de 2011 I Edio 20611

    Encerramento da Semana do Livro foi realizado no dia 29 de abril, na biblioteca da ASSEMP

    Quem planta poesia, colhe um livro

    O ltimo sorteio do Pote de Po-esias marcou o encerramento das atividades da Semana do Livro na biblioteca da ASSEMP. Exibio de lme, apresentao teatral, expo-sio de livros e a criao de uma histria coletiva tambm enrique-ceram a programao do evento. O presidente Angelo Flores relembrou o incio da Biblioteca Orlando Vig-noli e lamentou a carncia de es-paos de leitura no Brasil. Toro

    para que essa iniciativa possa ser replicada durante todo o ano.

    A bibliotecria Luciana Cssia tambm ressaltou o valor da leitu-ra: Para cada leitor, um livro, dizia um estudioso. Cada um deve bus-car na literatura aquilo que lhe d prazer, explicou. Os autores das trs poesias sorteadas foram con-templados com um livro. Conhea o trabalho dos vencedores:

    LivroSua Majestade, o livroChega com toda sabedoriaUm encadernado, outro no,Em prosa ou versoInundando de prazer a imaginao.Traz o passado, o hoje, as viagens...Lazer para o corao...Do mundo, outra viso,Sentimentos, pensamentosE novas experincias, vivncias...

    Maria Beatriz de Arajo

    Tua FlorTua flor lindaseu aroma delirante,sua cor luxuriante.

    A linguagem de teu corpotoca cada pistilo de minha lngua,minha seiva vibra...

    Sou seu beija-flor,e seu nctar quero bebere a cada dia renascerao seu lado.

    Antes que o tempo te leve,celebro tua existnciatua doce presena,com meu vo levee meu amor em forma de flor.

    Heberle Babetto

    O p de alecrim da Dona ZezDe manh bem cedinhoTodo o dia ao levantarLogo depois do cafVou ao p de alecrim admirar

    Galho tenro que me plantou Acho que neste dia as mos de Deus abenoou

    Porque depois de algum tempoEm pequena rvore se transformou

    Flores e folhas que pai admirouQue filhos, netos e bisnetosAcariciaram com amorE que os aconchegou

    O foguedo dos passarinhosLogo ao entardecer procura de seus ninhosDava gosto de se ver

    s vezes acho que um milagreBasta enfeitar com bolas e pisca-piscaPara transformar natal em festaAlegria maior em nossos coraes

    Parece coisa bobaFalar assim desse p e alecrim que momentos felizes vivemos por aquiPor isso ele marcante pra mim

    Sabe, tenho certeza dentro de mimQue pai l onde estDeve estar muito felizE tambm tem saudades do p de alecrim

    Maria da Consolao Guimares Maciel

    nu_206 segunda.indd 11 02/05/2011 14:41:46

  • Maio de 2011 I Edio 20612

    Agendamento de consultas onlineServio est disponvel para usurios da Unimed-BH

    Usurios dos planos de sade da Unimed-BH agora podem fazer o agendamento de consultas online. O servio busca oferecer mais praticidade e conforto aos conveniados. Por meio do novo sistema, possvel escolher o mdico e o horrio da consulta. O sis-tema est disponvel no site da Unimed: www.unimedbh.com.br. O link ca direita na tela, em verde. Ao acessar o site, tenha em mos a sua carteirinha de conveniado

    Agendamento de consultas

    I SIMPSIO DE ACUPUNTURA23 e 24 de maio de 2011Ncleo de Convivncia Social e Cultural da ASSEMP 3 andar

    Programao23 segunda-feira

    9h30 Abertura10h Introduo sobre o tema Palestra: A acupuntura, seus aspectos, mecanismos e teraputicaAcupunturista: Raquel Nicolsky11h Exposio13h Intervalo14h30 Palestra: A fitoterapia, a dieta, o estilo de vida e o equilbrio...voc faz sua parte?Acupunturista: Tiago Ursine16h Encerramento do primeiro dia

    InscriesPrazo: at o dia 19 de maioLocal: Rua da Bahia, 1033 8 andarFones: 3237-5008 / 3237-5009Horrio: 9h s 19hPblico-alvo: associados da ASSEMP

    24 tera-feira

    10h Palestra: As alteraes e respostas no distrbio da ansiedadeAcupunturista: Ragiane Valria11h30 Demonstrao de aurculo terapia13h Intervalo14h30 Palestra: Lombalgia: o que voc precisa saber sobre dor nas costasAcupunturista: Hugo Machado16h Encerramento do Simpsio

    nu_206 segunda.indd 12 02/05/2011 14:41:47

  • Maio de 2011 I Edio 20613

    As rosas no falam...As rosas no falam...

    ... simplesmente as rosas exalam o perfume que roubam de ti... poesia de Cartola transportada para a decorao e o tema de mais um baile do Terrao ASSEMP

    nu_206 segunda.indd 13 02/05/2011 14:41:52

  • Maio de 2011 I Edio 20614

    Tecendo Histrias

    Em 1976, quando entrou para a PBH

    Ftima e

    o marido,

    Eustquio,

    com quem

    est casada

    h 38 anos

    Formatura do aluno Ataualpa, que tinha de cincia visual

    Com os lhos Ricardo Luiz (1 ano) e Flvio Henrique (3 anos), em 1978

    No Centro de Material Didtico da PBH, com colegas de trabalho

    Maio de 2011 I Edio 20614

    Tecendo Histrias

    Professora aposentada, Ftima de Souza sempre compartilhou com seus alunos o mesmo carinho e ateno que teve com os prprios filhos

    Pro sso: ME

    Uma vida inteira dedicada educao. Assim poderia ser de- nida a trajetria da me, av e profes-sora aposentada F-tima de Souza Silva, de 59 anos. Seguindo os caminhos do pai, que foi servidor mu-nicipal, e dos seis irmos, tambm fun-cionrios da Prefei-tura, Ftima passou mais de duas dcadas de sua vida alfabe-tizando crianas da capital mineira. Le-cionou nas escolas municipais Benjamim Jac e Professora Ma-rlia Tanure Pereira,

    exercendo a pro s-so durante exatos 24 anos.

    Casada h 38 anos, Ftima teve dois -lhos com o marido Eustquio, com quem mantm uma unio de muito compa-nheirismo e amiza-de. Educadora nata, Ftima conta, com brilho nos olhos, que um de seus maiores prazeres atualmen-te ajudar os lhos a educar e cuidar de suas trs netas. No existem di culdades em ser me. preciso ser rigorosa, mas com amor. fundamental

    conversar, orientar e, principalmente, no agredir e nem se dei-xar alterar, explica.

    Como toda boa pro-genitora, que no consegue estar longe dos lhos sem car com o corao na mo, Ftima fez a opo de trabalhar apenas meio horrio quando estava na ati-va. Dessa forma, con-seguia conciliar as jornadas de profes-sora, esposa e me. Dar essa ateno aos meus meninos foi o que fez deles os bons lhos que so, a rma a associada.

    Vencendo desafiosBatalhadora, Ftima de Souza en-

    frentou, com sucesso, um cncer de mama h trs anos. Da poca, recor-da-se com carinho do apoio dos ami-gos, e, em especial, da ajuda da com-panheira Dorngela. Ela foi um anjo que esteve comigo naquele momento difcil, conta.

    Dos tempos de sala de aula, Ftima se lembra dos desa os enfrentados com alunos indisciplinados, hiperati-vos e carentes. Entretanto, a aposen-tada resolvia tudo com seu corao de me. Sentava ao lado e os acom-panhava de perto, dava ateno, re-corda. Outra experincia inesquecvel foi a que teve com o aluno Ataualpa, de ciente visual. Para ensin-lo a ler e a escrever em braile, Ftima teve que aprender a tcnica. Coisas que s uma me faria.

    nu_206 segunda.indd 14 02/05/2011 14:41:57

  • Maio de 2011 I Edio 20615

    CLA

    SS

    IFIC

    AD

    OS

    SOCIAL

    A ASSEMP e o jornal Notcia Urgente no se responsabilizam pelas informaes dos anncios. No permitida a publicao de anncios de pessoa jurdica.

    Carta do LeitorParabenizo as iniciativas da ASSEMP nas reas cultural e de sade, no apoio aos associados na declarao do Imposto de Renda, na possibilidade de emprstimos etc. Coisas que nunca haviam sido feitas com tanta e cincia e zelo para nossa categoria.

    Na qualidade de funcionria j apo-sentada e tendo passado uma vida na PBH, de 1970 at 2001, nunca havia vis-to iniciativa de apoio aos funcionrios desta natureza. S tenho a elogiar e agradecer!

    Atenciosamente,

    Selma de Souza, associada

    Um olhar sobre BH

    Presenciou algum agrante de descaso dos rgos pblicos com a nossa cidade? Alguma cena de desrespeito com o cidado ou com o patrimnio do municpio? Envie sua foto e nome completo para o endereo:

    [email protected] que ns a publicaremos aqui.

    No bairro Dona Clara, a praa que deveria ser um es-pao pblico foi cer-cada. O agra do nosso leitor Eduardo Goulart.

    AULAS DE MSICAAulas de violo, guitarra, contrabaixo e canto. Para crianas, jovens e adultos.GENI CARMARGO9929-9777 / 9617-0931

    APARTAMENTOS RJCopacabana posto 6. Apartamentos de um, dois e trs quartos, de frente para o mar. Dirias a partir de R$ 100. Fotos no site www.nadiaap.com.br. Tratar diretamente com a proprietria, Ndia Latinoff.MARIA DA LUZ MAIRINK3344-9810 / 3077-6111

    VENDE-SE TERRENOVende-se rea de 8.245m em Mocambeiro, distrito de Matozinhos.GISLENE CORRA HORTA2515-7924 / 9865-0457

    CENTRO AUTOMOTIVO Centro Automotivo Dom Henrique: mecnica, lanternagem, eltrica de autos e instalao de som e acessrios. Sob a direo de Ruan e Ivan. Aceita-se carto de crdito.MARION DO ROSARIO MOURA3483-7326 / 9742-3112

    LIVROVende-se livro Textos e Contextos Atravs dos Tempos. Conhea o livro de Isidro Passos e Roberto Dornas, que apresenta as principais obras e estilos de poca da literatura brasileira. A obra enriquecida com letras de msica, provrbios e frases de pra-choque, alm de importantes dicas sobre redao oficial e comercial e como falar em publico. O livro ganhou a simpatia da crtica e dos leitores, sobretudo dos amantes da lngua portuguesa. Preo unitrio: R$ 55.ISIDRO PASSOS3444-8089

    EXCURSESExcurso para So Loureno e Caxambu em julho: R$500 com penso completa. Caldas Novas em agosto, no Hotel Springs. Em setembro, Holambra - Festa das Rosas, penso completa. Reserve j.WANDA JAPOLINO AURICHIO3466-2621 / 9617-1147

    MAQUIAGEMMaquiagem delivery. Para quem no tem tempo ou no queira ir a um salo de beleza. Servio personalizado. R$70. Agende seu horrio.LUCILENE SANTOS9955-7068

    TRATAMENTOS FSICOSFisioterapia, drenagem linftica e massoterapia. Desconto para associados.Falar com Cludia.NILDA FERRER FROER2535-3596

    TERAPIA CORPORALLeitura Corporal, aurculo acupuntura, Shiatsu, Reike, Bambuterapia, conchas.VANIA G. SILVA3454-1391

    CASA PARA FIM DE SEMANAVendo, troco (por casa ou apto) ou alugo para temporadas, fins de semana e feriados prolongados casa com 5 quartos no Condomnio Fazenda Solar, em Igarap, a 80km de BH. Casa confortvel, toda equipada, tima para lazer.JOANA RIBEIRO DE ASSIS3481-7912 / 8886-6522

    OPORT. DE EMPREGOPrecisa-se de capinador (diarista) que goste de ces para capina e fazer canteiro para sementeira de horta caseira.HOLANDA XAVIER FERREIRA9216-9259 / 8323-2323

    Carta do Leitor

    Letcia Elo neta da scia Margarida Lcia, que faz questo de di-zer linda menina que a ama muito e deseja a ela muita sade com bnos de Deus por toda a vida.

    COLCHOAparelho teraputico J2000 Intense. Voc descansa mais em menos tempo. Cuide de sua sade adquirindo o seu. Agende sua visita sem compromisso.MARIA REGINA DA ROCHA3511-1760

    TRATAMENTO TERAPUTICOEspecializado em limpeza de pele, massoterapia, reflexologia podal, drenagem linftica, lifting, tuin, ayurvdica, aurculo acupuntura, massagem redutora, sobrancelha de henna e pinamento, shiatsu (acupuntura sem agulha para dor muscular e anti-estresse). Visite nosso site www.ttsaude.com.brSNIA SOUZA3226-6310

    ELETRICISTAEletricista instalador predial, comercial e residencial formado pelo Senai. Trabalho sobre normas tcnicas da lei de Ohns. 15% de desconto do valor total do servio para servidores da PBH.GERALDO DE PAULA RODRIGUES 3488-6032 / 8718-9536

    EXCURSES Feriado de Corpus Christi: estncia das guas hidrominerais em So Loureno e Caxambu: hotel com caf e almoo, R$399. Corpus Christi tambm em Caldas Novas: sada 22/06 e retorno 26/06, R$410. Caldas Novas nas frias de julho com trs opes de data: 14 a 20/7; 15 a 21/7; e 24 a 29/7. Pacote em anexo CTC: R$595. Pacote Golden Dolphin alto luxo com academia: R$690.LUCI COSTA3456-6653 / 9989-5253

    ECOLIMPEZAEcolimpeza para um lar ecolgico. A linha de cuidados com a casa oferece produtos que contm ingredientes biodegradveis. Visite est pagina e veja: www.amway.com.br/crisostomo . JOO CRISSTOMO3347-9486 / 8788-9486

    EXCURSESVenha viajar conosco! Corpus Christi (23/06) em So Joo Del Rei/Tiradentes. R$ 177 ou 3 x R$ 59. Frias de julho inesquecveis na Sua brasileira: Campos do Jordo com Aparecida do Norte. De 25 a 29/07. R$ 775 ou 5 x R$ 155. Parque Hopi Hari SP de 15 a 17/07. R$ 495 ou 5 x R$ 99.IZNIA GUIMARES3412-8864 / 9225-8085

    PSICLOGAPsicologia, sexologia, psicanlise, dependncia qumica, psicopedagogia, orientao vocacional/profissional. Atendimento a adultos, adolescentes, crianas, terceira idade, casais e famlias. Acompanhamento domiciliar/hospitalar. Descontos especiais em janeiro e fevereiro para associados e dependentes. Ligue e agende seu horrio.TERESINHA VILELA3088-2018/9905-8400

    TRATAMENTO ESTTICORejuvenesa sua aparncia e realce sua beleza com o poder da micropigmentao. Material descartvel e aprovado pela Anvisa. Profissional competente e responsvel, local seguro e aconchegante. Fazemos limpeza de pele e massagens redutoras, relaxantes e drenagem linftica. Marque sua hora. ANITA3032-7048 / 9655-8225

    CORTINAS E PERSIANASQuer renovar sua casa? Cortinas e persianas com grande variedade de tecidos de bom gosto e tima qualidade. Faa um oramento. Preos especiais para scios da ASSEMP. Rua Bernardo Guimares, 1875 - Lourdes.LUIZ RAFAEL - 3646-7868 / 9901-7868

    A scia Ivanil Mendes Martins concluiu o curso de Servio Social no in-cio deste ano. Ela agra-dece a Deus por ter ven-cido esta etapa e dedica a vitria s lhas Thain e Nayara, famlia, aos colegas e amigos. Ivanil tambm dedica todo o esforo e xito defesa dos interesses sociais, principal motivador para que ela se tornasse uma assistente social.

    David tem dois anos e bisneto da scia Marly Dias. O peque-no garoto motivo de muita alegria para toda a famlia.

    nu_206 segunda.indd 15 02/05/2011 14:41:59

  • Maio de 2011 I Edio 20616

    No dia 13 de maio comemora-se 123 anos da Abolio da Escravatura no Brasil. Encontre no diagrama o nome de pessoas que lutaram pelo fim da escravido em nosso pas:

    Joaquim Nabuco - Jos do Patrocnio - Andr Rebouas - Lus Gama - Princesa Isabel - Jos Bonifcio - ngelo Agostini - Silva Jardim - Rui Barbosa

    O Sudoku formado por um grid de 9x9 quadrados. Esse grid subdividido em grids de 3x3 quadrados, chamados quadrantes. O objetivo do jogo preencher os quadrados vazios com nmeros entre 1 e 9, respeitando as seguintes regras: no permitido repetir nmeros na mesma linha, na mesma coluna e dentro do mesmo quadrante.

    O objetivo formar o maior nmero de palavras (com 4 letras ou mais) a partir do diagrama. Vale ligar letras adjacentes em qualquer sentido, mas no vale usar duas vezes a mesma letra.

    SUDOKUCAA-PALAVRAS

    TORTO

    Jogo

    01

    Jogo

    02

    Jogo

    02

    Jogo

    01

    Associao dos Servidores Municipais da Prefeitura de Belo HorizonteRua da Bahia, 1033 4 andar / Centro Belo Horizonte

    Acesse essa e as outras edies do jornal no www.assemp.org.br

    Para uso dos correios

    nu_206 segunda.indd 16 02/05/2011 14:42:06