Clipping do Varejo 16/06/2014

of 13/13
Clipping do Varejo
  • date post

    30-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    216
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Clipping de Junho

Transcript of Clipping do Varejo 16/06/2014

  • Clipping do Varejo

  • Caros Leitores

    Ricardo Pastore, Prof. MscCoordenador do Ncleo de Estudos e Negcios do Varejo - ESPM

    A Copa comeou empolgante, com jogos de alto nvel, placares elsticos, dolos correspondendo s expectativas (com algumas excees), estdios e torcedores promovendo um show de imagens. Tudo isso comea a refletir na motivao do consumidor e consequentemente nas vendas do varejo. Alis, estamos precisando de boas notcias, pois com tudo o que aconteceu no ano passado, o GRDI 2014 trouxe o resultado:

    - o Brasil deixou de ser em 2013 o nmero um em atratividade de investimentos em varejo e caiu para a 4a. posio!

    Veja os detalhes aqui no Clipping do Varejo.

    Boa Leitura!

  • Super & HiperPrimeira loja Minuto Po de Acar inaugurada

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 1

    Foi aberta hoje (16/6), na cidade de So Paulo, a primeira unidade da nova marca do GPA. Apesar de ser uma loja de proximidade, o Grupo afirma que a bandeira no

    est posicionada como um minimercado. Sua proposta de convenincia e praticidade nas compras do dia a dia.Com investimento de R$ 1,3 milho, a loja tem 300 m2 de rea de vendas e opera com 30 funcionrios.De acordo com Rita de Sousa Coutinho, diretora de negcios de proximidade do GPA, a ideia atender, em outro momento de compra, o cliente das classes A/B que j frequentam

    o Po de Acar tradicional, alm de novos consumidores com esse perfil. Para se ter uma

    ideia, a primeira loja fica na rua

    Pamplona, em uma rea nobre da cidade, e o sortimento focado em itens de consumo imediato e de maior giro, para reposio das compras, alimentos saudveis e produtos para ocasies especiais (como queijos nobres, vinhos e cervejas especiais). Para esses ltimos, haver um consultor gastronmico na loja.Segundo Rita, o Minuto Po de Acar no vai concorrer com as lojinhas de bairro. Esse papel dos Minimercados Extra, que tm sortimento

    mais enxuto e preo mais competitivo, explica.

    ExpansoDe acordo com Jos Roberto Tambasco, presidente multivarejo do GPA, at o final deste ano tero sido

    inauguradas cerca de 15 unidades do Minuto Po de Acar, incluindo converses de lojas que hoje so Minimercados Extra. Ao todo, foram previstas pelo executivo 400 novas lojas do GPA Alimentar at 2016, sendo que 360 sero lojas de proximidade, entre Minimercados e Minuto Po de Acar.(Supermercado Moderno - 16/06/2014)

  • Copa do MundoVarejistas fazem guerra de promoes para reduzir estoques de TVs na Copa

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 2

    As vendas de aparelhos de televiso sob o apelo da Copa do Mundo ainda no se refletiram visivelmente nos

    resultados do varejo, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Comrcio divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica).

    O volume vendido pelo comrcio varejista teve queda de 0,4% em abril ante maro. Na atividade de mveis e eletrodomsticos, o recuo foi de 0,1%. Ns estamos com os dados deste ano at abril. Acredito que as vendas de televisores, principalmente para essa Copa do Mundo,

    devem ter ocorrido mais recentemente, em maio, at junho, disse Nilo Lopes, tcnico da Coordenao de Servios e Comrcio do IBGE.Segundo o pesquisador, embora a produo de televisores tenha aumentado, parte dela pode ser voltada para exportao ou para fazer estoques. Pode no ter vendido tudo o que produziu, disse ele.Lopes tambm lembrou que a venda de televisores vem sendo impulsionada h meses pela demanda de consumidores que compram aparelhos com tecnologia mais avanada para substituir

    os modelos antigos.O apelo publicitrio para aquisio desses produtos j h vem h algum tempo. O apelo para substituir aparelhos mais antigos por outros de tecnologia mais avanada no vem de agora, afirmou.

    A venda de eletrodomsticos teve um aumento de 8,4% no acumulado dos ltimos 12 meses. No ano, a alta de 5,6%. Na comparao com o mesmo ms de 2013, o volume vendido de eletrodomsticos cresceu 2,3% em abril, abaixo das taxas de maro (3,1%) e fevereiro (9,7%).(Supermercado Moderno - 13/06/2014)

  • Copa do MundoAmbulante no entorno da arena aprova

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 3

    O esquema montado pela prefeitura de So Paulo para os ambulantes no entorno do Itaquero foi aprovado pelos vendedores. A prefeitura negociou com a Fifa e conseguiu fazer um esquema para cadastrar 400 trabalhadores, quase todos unidos em uma cooperativa, para que eles pudessem vender bebidas na zona de excluso ao redor do estdio.A zona de excluso da Fifa um raio de at 2 km em cada arena durante a realizao dos jogos da Copa. O local delimitado para garantir segurana, fechado para carros e espao de divulgao das marcas

    patrocinadoras.Os ambulantes no Itaquero vendiam ontem apenas latas de cerveja Brahma (R$ 5), de coca-cola (R$ 4) e garrafa de gua Crystal (R$ 3). Comprar deles saa mais em conta do que beber dentro do estdio, onde os preos so R$ 10, R$ 8 e R$ 6, respectivamente.Vender apenas essas trs bebidas, das marcas dos patrocinadores Ambev e Coca-Cola foi uma das condies acordadas entre Fifa e prefeitura, que levou oito meses para estruturar o plano, resultado de um grupo de trabalho que teve oito reunies com os ambulantes.

    Os vendedores cadastrados participaram de treinamento nos jogos-teste do estdio.As vendedoras Angela Maria Alves, de 46 anos, e Helen Aliny, de 26 anos, fizeram

    quatro carregamentos de bebidas entre 11h e 15h. Cada um levava 40 cervejas, 20 guas e 20 refrigerantes. Segundo elas, o ritmo de vendas foi bom.Outros 200 ambulantes cadastrados pela prefeitura esto trabalhando no entorno da Fan Fest (festa oficial da fifa,

    com entrada gratuita, shows e telo) no Vale do Anhangaba, no centro da cidade.(Valor Econmico - 13 /06/2014)

  • Copa do MundoComrcio vende menos onde tem jogo da Copa

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 4

    Ser comerciante nas cidades-sede da Copa do Mundo no ser garantia de bom negcio. Segundo a Confederao Nacional do Comrcio de Bens, Servios e Turismo (CNC), 49,9% dos consumidores no pretendem adquirir nenhum produto por causa do evento, porcentual que chega aos 52,8% nas capitais onde haver jogos.Para os produtos pesquisados, que incluem televisores, vesturio, alimentos e outros (desde artigos de leitura a brinquedos), as maiores intenes de gasto foram verificadas nas cidades que no

    sero sede de jogos da Copa.

    Achei que a Copa mexesse mais com as cidades-sede. Mas, de fato, os comerciantes desses locais vo ficar menos satisfeitos, analisou o economista da CNC Fabio Bentes.Mas o comrcio como um todo no ter um impacto positivo. O segmento de eletroeletrnicos ser o nico beneficiado. ACNC espera

    incremento de R$ 863 milhes na receita das lojas deste setor por conta da Copa do Mundo.Segundo a pesquisa, 13,3% dos consumidores pretendem adquirir uma TV por causa da Copa fatia ainda maior entre as famlias que ganham menos

    do que dez salrios mnimos por ms. Isso surpreendeu, porque mostra certo resqucio de consumo no realizado na classe C, explica Bentes.Em proporo, os alimentos so a preferncia dos consumidores durante o evento (21,5%), sendo que mais da metade dessas famlias vai levar os produtos para casa.A maioria vai priorizar a alimentao no domiclio porque onde a inflao est

    menos elevada, justifica

    Bentes. Em compensao, 23,5% deve procurar(Exame - 10/06/2014)

    Notcia completa em varejo.espm.br

  • MercadoEst sem tempo para o supermercado? Faa as compras no metr

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 5

    Est sem tempo para ir ao supermercado? Uma startup brasileira, a Mercode, comea a testar um sistema que permite fazer compras apontando a cmera do smartphone para fotos de produtos em estaes do metr.A Mercode j funciona h dois meses como uma supermercado virtual na internet. Em seu site, h 2.500 produtos disponveis para compra. A lista inclui produtos de limpeza, alimentos frescos e industrializados e outros itens comuns em supermercados.Agora, uma seleo de 90

    dos produtos mais vendidos comea a ser oferecida tambm em estaes do metr de So Paulo. A empresa instalou painis em trs estaes da linha 4 (amarela) Pinheiros, Faria Lima e Paulista.Nesses painis, h fotos de gndolas carregadas de produtos, do sabo em p alface. Para comprar, primeiro preciso baixar um app, disponvel para Android (a verso para iOS est prometida para daqui a duas semanas). Depois, basta apontar a cmera do smartphone para o produto e dar um toque na

    tela. H um QR Code ao lado da foto, que lido pelo aplicativo para registrar a compra. O esquema j faz sucesso em pases como Coreia do Sul, Alemanha e Inglaterra.Na Coreia do Sul e na Inglaterra, esse tipo de comrcio movimenta bastante dinheiro. Na Alemanha, o mesmo sistema usado para vender cosmticos e outros produtos, diz Fabio Campos, um dos scios da Mercode.(Exame - 16/06/2014)

    Notcia completa em varejo.espm.br

  • MercadoVarejo acelera abertura de novos pontos de venda

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 6

    Empresas varejistas de grande porte enxergam na regio um celeiro de oportunidades e investem na abertura de novos pontos de vendas. A Raia Drogasil, por exemplo, escolheu a Bahia como porta de entrada j em 2012. A experincia deu tantos frutos que a meta da companhia , dentro de dois a trs anos, ultrapassar a marca de 100 lojas em toda a regio. O Magazine Luiza tambm aposta no crescimento do Nordeste: das 40 unidades previstas para ser inauguradas em 2014, a maioria ser erguida naquela regio.Movido pelo crescimento da populao e da renda em ritmo acima da mdia do pas, o Nordeste tambm caminha para ultrapassar o Sul do Brasil em shopping-centers, transformando-se no segundo maior mercado regional de centros de vendas do pas, atrs apenas do Sudeste.A explicao para tanto

    entusiasmo simples. Na ltima dcada, entre 2003 e 2013, o Nordeste cresceu mais do que a mdia nacional, com avano de 4,1% ao ano, enquanto o pas ficou na

    marca de 3,3%. Nmeros divulgados pelo Banco Central (BC) apontam que a economia da regio teve um bom desempenho no incio deste ano e responde por 13,8% da economia nacional. As perspectivas para 2014 devero ser favorecidas pela recuperao da agropecuria, setor que teve desempenho negativo nos ltimos dois anos por conta da seca, mas que volta a ganhar vigor.O varejo segue na esteira do crescimento. O Nordeste continua atraindo as grandes redes varejistas do pas e aquelas que j se instalaram aqui esto em processo de expanso. O nmero de shoppings cresce assustadoramente. No por

    acaso que Pernambuco tem previso de at 2016 atingir onze shoppings, afirma Pedro

    Valente, gestor do Portal Varejo Nordeste e consultor da rea varejista nordestina.Em quatro anos o Nordeste vai ultrapassar ou pelo menos empatar com o Sul, em nmero de shoppings, prev Luiz Fernando Veiga, presidente da Associao Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Os nmeros da entidade consideram somente empreendimentos com administrao centralizada, lojas locadas, ABL mnima de 5 mil metros quadrados e estacionamento. Entre agosto deste ano e outubro de 2015 sero abertos mais uma dezena de shopping-centers em todo o Nordeste, dos quais trs no Cear.(Valor Econmico - 13/06/2014)

    Notcia completa em varejo.espm.br

  • MercadoVarejo brasileiro deixa de ser o mais atrativo para investimentos

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 7

    Depois de trs anos na liderana, o Brasil perdeu a dianteira na lista de pases com condies mais atrativas para o varejo, elaborada anualmente pela consultoria AT Kearney. O pas caiu para a quinta posio.Publicado desde 2001, o GRDI (ndice de Desenvolvimento do Varejo Global, na sigla em ingls) classifica os 30 principais

    pases em desenvolvimento para o investimento mundial em varejo.O ndice parte de 25 variveis macro e microeconmicas, sociopolticas e anlises especficas de varejo para

    ajudar os investidores do setor a identificar novas oportunidades

    de investimento.Segundo Pietro Gandolfi, diretor

    da AT Kearney, contriburam para a queda do Brasil: a reduo da velocidade de expanso da economia local, a acelerao de investimentos nos ltimos

    anos que leva a uma parada para avaliar se h saturao de mercado e um pouco de cautela dos investidores com a poltica econmica.O Brasil foi lder do ranking nos ltimos trs anos e recebeu vrios investimentos. A quinta posio que ele est agora ainda boa. E ele pode voltar a ser lder, caso haja uma recuperao no nvel de confiana da poltica

    econmica, afirma o executivo.

    Nesse momento, Gandolfi v

    um potencial maior para a vinda de comrcios de nicho ao pas. A abertura de lojas da Forever 21 [norte-americana de roupas] um exemplo. Para ele, refora essa tese o anncio da H&M, tambm varejista de moda, de que avalia a instalao no pas.

    VIZINHOS NA FRENTEO lder da vez o Chile, onde, segundo o executivo da AT Kearney, o varejo mais

    tradicional, com investimentos visando mais a populao de classe mdia e mdia alta.O Chile j estava bem posicionado [era o segundo colocado no ano anterior] e tem a seu favor nvel altssimo de confiana dos investidores,

    alm de baixos risco e saturao de mercado, crescimento econmico na faixa de 4% e com previso de continuar nesse patamar por algum tempo e capacidade de gasto crescente para o consumidor, explica Gandolfi.

    Em terceiro na lista, o Uruguai foi definido no relatrio como

    pedra preciosa. Segundo o diretor da consultoria, o fato de ter zonas francas, com reduzidos impostos sobre produtos comerciados, atrai consumidores tambm de outros pases.(Folha de S.Paulo - 16/06/2014)

    Notcia completa em varejo.espm.br

  • E-commerceVendas pela internet para o Dia dos Namorados crescem 38%

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 8

    O faturamento das lojas virtuais em funo da data atingiu R$ 1,38 bilho, segundo divulgou a E-bit, empresa especializada em informaes de comrcio eletrnico. O valor representa crescimento de 38% em relao s vendas realizadas em 2013, alm de ter superado em 3% a previso feita inicialmente pela E-bit.Segundo o estudo, realizado

    entre os dias 28 de maio a 11 de junho, foram feitos 3,9 milhes de pedidos e o ticket mdio foi de R$ 357. Mesmo com tantas promoes e opes de lojas disposio do consumidor, o valor mdio manteve-se elevado pelas vendas de aparelhos eletrnicos, como smartphones e televisores, afirma Pedro Guasti, diretor

    geral da E-bit.

    As categorias mais vendidas em funo do Dia dos Namorados foram, na ordem, as dos segmentos moda e acessrios, cosmticos e perfumaria e eletrnicos. Segundo e E-bit, o Dia dos Namorados a terceira data sazonal mais importante para o varejo digital brasileiro, depois de Natal e Dia das Mes.(Supermercado Moderno - 16/06/2014)

  • VdeoLowes Innovation Labs: The Holoroom

    N C L E O D E E S T U D O S E N E G C I O S D O V A R E J O P A G . 9

    Lowes Innovation Labs is on the forefront of bringing together uncommon partners to imagine the impossible and co-create retail solutions that deliver new experiences for consumers through technology.

    Veja o vdeo completo em https://www.youtube.com/watch?v=MZy69jEVD6s&feature=youtu.be

  • Este informativo destinado comunidade de interesse

    sobre varejo, formada por alunos, ex alunos, professores e

    funcionrios de empresas parceiras do Retail Lab, o laboratrio

    de Varejo do Ncleo de Estudos de Varejo da ESPM.

    Produzido por:

    Raphael Sparvoli

    Joo do Carmo

    Coordenao:

    Prof. Ricardo Pastore

    16/06/2014